Como identificar uma boa semijoia

Você já parou para reparar como cada vez mais há bijuterias que se assemelham com as joias e as semijoias de verdade? Mas afinal... Como diferencia-las e quais são o benefício da semijoia?

A semijoia é uma peça toda trabalhada, e revestida (banhada)por metais nobres, não é inteiramente maciça, mas o revestimento deixa a peça completamente mais brilhante, bonita e valiosa. Enquanto a bijuteria possui na maioria das vezes apenas a coloração dos metais. Já devem ter percebido, mas aquele anelzinho que você comprou por menos de 10 reais e parecia original começou a descascar, escurecer e até mesmo a manchar. Isso ocorre devido ao material (ferro ou cobre) que é, em qualidade, inferior à prata e ao ouro.

Além do revestimento, um elemento essencial na diferença entre as peças, são as pedras. Na escala das joias, as pedras são na maioria das vezes diamantes, aqueles bem caros. Nas semijoias, as pedras em sua maioria, são pedras resistentes e praticamente irmãs do diamante, já que não se encontra diamantes em todos os lugares. Enquanto nas bijuterias as pedras são artificiais, coladas e sem brilho. A técnica da cravação também é muito valorizada nas semijóias, consiste no artesanato da peça com as pedras, fornecendo assim muito mais glamour e sofisticação para a sua peça

Outro fator importante na hora de se fazer a escolha é conhecer as marcas as quais você consome a bijuteria. Pois, para tentar adquirir o aspecto de joias, muitas vezes usam-se metais que podem causar alergia como níquel, cobre e outros metais pesados na composição. Estes podem causar alergia, irritação na pele, ou até mesmo infecção, dependendo do nível alérgico da pessoa.

Então na hora de escolher seu assessório, considere que as vezes, o barato pode acabar saindo caro…